Home Destaque “Enquanto Cajazeiras briga em WhatsApp, Patos ganhará voos comerciais com mais de R$ 20 milhões de Lira”, diz engenheiro

“Enquanto Cajazeiras briga em WhatsApp, Patos ganhará voos comerciais com mais de R$ 20 milhões de Lira”, diz engenheiro

"O senador se comprometeu com Hugo Mota de conseguir os recursos na hora, enquanto aqui em Cajazeiras ficam brigando em Whatsapp", criticou engenheiro.

Uma reportagem divulgada nesta sexta-feira (22), pelo Portal paraibano “Turismo em Foco” trouxe algumas declarações do empresário Delano Campos, dono de um projeto de companhia área própria da Paraíba (Maria da Glória), sobre os aeroportos de Cajazeiras e Patos, Sertão do Estado. O empresário, que vem estudando há 10 anos e há quatro vem trabalhando junto as autoridades do setor para viabilizar o início das operações no estado pode desistir e anunciar o fim do seu sonho.

As declarações foram motivadas após uma notícia veiculada nessa quinta-feira (21), dando conta que a Azul Linhas Aéreas estaria analisando a viabilidade de operar em Patos, afirmando que o aeroporto da “Morada do Sol” não tem sequer água encanada.

“Não tem sequer água encanada… não têm sistema de comunicação (infraestrutura de dados), não possui prédio com salas para embarque e desembarque (terminal de passageiros), estacionamento, local para o Corpo de Bombeiros, a pista está fora dos padrões de um ATR-72 – equipamento que seria utilizado”, declarou Delano Campos ao portal paraibano, alertando que para a existência de um lixão ao lado com urubus cercando o espaço aéreo.

Nas declarações do empresário, ele também citou a cidade de Cajazeiras, onde teria tentado mobilizar as autoridades e empresários da Terra do Padre Rolim, mas também nada fora resolvido. “Estive em Cajazeiras duas vezes para tentar acelerar as coisas. Estive com o pessoal da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), com o prefeito e recentemente com o governador do estado”. Afirmou ele.

Em uma rede social, Delano falou em reduzir a distância entre a capital e o Sertão, citando benefícios para toda população e avanços, especialmente na área da educação, tanto para Patos, quanto para Cajazeiras.

 

Cajazeiras
Inaugurado em 28 de novembro de 2016 pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), após quase duas décadas de espera, o aeroporto regional, Pedro Vieira Moreira, com sede da Terra do Padre Rolim continua sem nenhuma proposta para operar linhas comerciais, e mesmo Patos sendo beneficiada com a implantação dessas linha não atenderá Cajazeiras e região, pois a cidade de Juazeiro do Norte, no Estrado do Ceará está distante 137 km, via BR-116, enquanto a Morada do Sol está distante 173 km, via BR 230, ficando mais próxima a cidade cearense.

O engenheiro Alexandre Costa explicou à redação do Diário do Sertão nesta quinta-feira (22), que participou da reunião para viabilidade de voos para Patos e explicou que no Sertão não tem aeroportos e sim aeródromos. De acordo com o engenheiro, a união dos políticos de Patos está fazendo a diferença, pois conseguiram levar para reunião com o empresário da Azul, o secretário de Infraestrutura do Estado, João Azevêdo, o senador cajazeirense Raimundo Lira (PMDB), que prometeu conseguir todos os recursos para cumprir as exigências que a empresa fizer para operar na Morada do Sol.

“Patos vai ser contemplado com R$ 24 milhões, ele disse na hora lá, e o senador [Lira] se comprometeu com Hugo Mota de conseguir os recursos na hora, enquanto aqui em Cajazeiras ficam brigando em Whatsapp”, criticou Alexandre Costa.

 

Estudos
O universitário do curso de bacharelado em Ciências Aeronáuticas da Escola Superior de Aviação Civil de Campina Grande, Diego de Oliveira Melo escolheu como tema do seu Trabalho de Conclusão de Curso a “Aviação como Ferramenta de Desenvolvimento Regional”.

De acordo com o universitário, o objetivo do seu TCC foi de mostrar a importância da aviação para desenvolvimento regional, fazendo uma análise do contexto socioeconômico e cultural do interior da Paraíba, além de comparar com outras regiões de estados vizinhos que já são atendidas pelo modal aéreo, também a necessidade de melhoramento na infraestrutura aeroportuária para atender os serviços de transporte aéreo regular nesses locais.

Na conclusão do seu trabalho, Diego Melo explicou que operar voos em Patos é de grande necessidade, uma vez que o município tem a maior população e maior PIB do Sertão, mas Cajazeiras se torna viável para funcionamento do aeroporto, atraindo empresas ligadas diretamente ao setor, como também outros serviços para atender a demanda local.

“Como a presença do serviço de transporte aéreo nos estados vizinhos com mesmas características de posicionamento geográfico em relação a suas capitais, ainda a possibilidade de criação da Zona Franca do Semiárido Nordestino, centralizado em Cajazeiras é previsto que a implantação desse modal no Sertão Paraibano traga benefícios e avanço para a região”, concluiu o estudante.

 


TVSPB/DIÁRIO DO SERTÃO
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por WEGLEYSON
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

A pedido de Ricardo, Efraim se prepara para ser o vice de João Azevedo

O secretário e presidente estadual do Democratas, Efraim Morais, deve se desincompatibiliz…