BrasilGeralPolítica

O dia 24 de janeiro de 2018 pode marcar a história política de Lula. Entenda o motivo

Foi marcada para o dia 24 de janeiro do ano que vem a data do julgamento de Luís Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sobre questões relativas á Operação Lava Jato. Em se tratando de ano eleitoral, a data pode causar forte impacto sobre as eleições presidenciais. Se absolvido, Lula tem a chance de limpar sua imagem pública no cenário brasileiro, e aproveitar esse capital político nas urnas. Se condenado, fica inelegível em 2018.

Por causa das muitas denúncias de que tem sido alvo, acredita-se que é cedo para colocar o ex-presidente como favorito nas eleições presidenciais de 2018. Em caso de condenação no processo da Lava Jato, a esquerda perde um ícone cuja representatividade é impar, até o momento, no país. Porém, ainda existe a possibilidade de Lula concorrer às eleições por força de recursos judiciais outorgados por instancias superiores

Transformando-se em réu ou provando sua inocência, cientistas políticos acreditam que é cedo para acreditar que Lula ou outro candidato leve a presidência logo no primeiro turno das eleições.

Em entrevista concedida ao Portal de Prefeitura no dia 24 de novembro desse ano, Marcelo Freixo, Deputado Estadual carioca, falou sobre as próximas eleições presidenciais. Ele disse que ainda é muito cedo para saber o que pode acontecer nas urnas. Em tese, tudo pode acontecer. E perguntado sobre a possibilidade de um segundo turno para presidente da república, Freixo, que é uma importante liderança da esquerda, declarou: “Espero que o segundo turno não seja entre a Direita e a extrema Direita. Espero que venha alguma força progressista no segundo turno. O PSOL vai apoiar a força progressista que estiver no segundo turno, sem dúvida se for contra a Extrema Direita, e uma questão de responsabilidade social e eleitoral.”.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar