Ordem para utilizar dois motoristas foi estabelecida após acidente de 2012, quando um ônibus da Guanabara colidiu com uma carreta matando sete pessoas

O presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, Marcos Barros, vai enviar um documento à empresa de ônibus Expresso Guanabara e ao escritório federal do Ministério do Trabalho na cidade de Sousa cobrando o cumprimento de uma ordem que proíbe a empresa de utilizar somente um motorista na viagem Cajazeiras/João Pessoa – João Pessoa/Cajazeiras, que dura cerca de 8 horas.

 

Essa ordem foi estabelecida após o trágico acidente de 2012, quando um ônibus da Guanabara colidiu com uma carreta na BR 230, em Sousa, matando sete pessoas. O motorista do ônibus estava fazendo sua segunda viagem nesse trajeto, num intervalo de poucas horas, e provavelmente cochilou no volante.

 

Apesar da ordem estabelecida pelo MT, Marcos Barros flagrou, na segunda-feira (08), a Guanabara utilizando apenas um motorista de João Pessoa a Cajazeiras. O vereador estava voltando da capital na quarta-feira (10), no horário de 22h, e percebeu que não houve troca de motorista na cidade de Patos, ou seja, o mesmo motorista conduziu o ônibus até Cajazeiras.

“Eu me preocupei porque são oito horas para um motorista. Às vezes precisa, emergencialmente, desse motorista também para voltar, como aconteceu naquele trágico acidente”, lembrou o vereador.

 

O presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, Marcos Barros, vai enviar um documento à empresa de ônibus Expresso Guanabara e ao escritório federal do Ministério do Trabalho na cidade de Sousa cobrando o cumprimento de uma ordem que proíbe a empresa de utilizar somente um motorista na viagem Cajazeiras/João Pessoa – João Pessoa/Cajazeiras, que dura cerca de 8 horas.

 

Essa ordem foi estabelecida após o trágico acidente de 2012, quando um ônibus da Guanabara colidiu com uma carreta na BR 230, em Sousa, matando sete pessoas. O motorista do ônibus estava fazendo sua segunda viagem nesse trajeto, num intervalo de poucas horas, e provavelmente cochilou no volante.

 

Apesar da ordem estabelecida pelo MT, Marcos Barros flagrou, na segunda-feira (08), a Guanabara utilizando apenas um motorista de João Pessoa a Cajazeiras. O vereador estava voltando da capital na quarta-feira (10), no horário de 22h, e percebeu que não houve troca de motorista na cidade de Patos, ou seja, o mesmo motorista conduziu o ônibus até Cajazeiras.

“Eu me preocupei porque são oito horas para um motorista. Às vezes precisa, emergencialmente, desse motorista também para voltar, como aconteceu naquele trágico acidente”, lembrou o vereador.

 

Vereador Marcos Barros

Marcos Barros disse que procurou informações junto ao próprio motorista, que teria dito que no horário de 22h, de João Pessoa a Cajazeiras, não está tendo dois motoristas. “A gente sabe que são motoristas experientes, mas eles são seres humanos. A empresa tem que preservar, em primeiro lugar, a vida dos passageiros”, ressaltou o parlamentar.

Outro lado

Nossa reportagem acionou o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da Guanabara para tentar ouvir uma explicação sobre o motivo de a empresa ter disponibilizado apenas um motorista na linha João Pessoa/Cajazeiras às 22h da quarta-feira (10), e fomos informados por um atendente de que a denúncia será apurada junto à Gerência de Tráfego e que, quando todas as informações forem levantadas, a empresa enviará uma nota de esclarecimento ao Sistema Diário do Sertão.

TVSPB COM DIÁRIO DO SERTÃO
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por WEGLEYSON
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

A pedido de Ricardo, Efraim se prepara para ser o vice de João Azevedo

O secretário e presidente estadual do Democratas, Efraim Morais, deve se desincompatibiliz…