PT fará vaquinha para pagar contas pessoais de Lula

Em setembro do ano passado, após a condenação do ex-presidente, o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, mandou bloquear R$ 606,7 mil das contas do petista.

Após ter suas contas bloqueadas, o ex-presidente Lula receberá ajuda de deputados e senadores do PT que, de acordo com a presidente da sigla, Gleisi Hoffmann (PR), vão contribuir mensalmente com uma vaquinha para pagar suas contas pessoais. A informação foi publicada nesta quinta-feira (12) pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Em setembro do ano passado, após a condenação do ex-presidente, o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, mandou bloquear R$ 606,7 mil das contas do petista. Entre os bloqueios pedidos por Moro, foram inclusos carros e três apartamentos em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Em dezembro, Moro autorizou o desbloqueio de R$ 63.702,54 depositados em uma conta em nome de Lula que se referem a recursos de aposentadoria.

Em declaração à colunista, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, afirmou que o ex-presidente “não tem mais como pagar água, luz, telefone de seu apartamento nem convênio médico, advogados, nada”. Okamoto também teve as contas bloqueadas com autorização judicial. “Querem que a gente morra de fome, de sede, sem defesa, de frio”, ressaltou ao jornal.

Gleisi Hoffmann afirmou à Mônica Bergamo que os parlamentares decidiram arrecadar os recursos entre R$ 500 ou R$ 1 mil por congressista, apesar de já contribuir com o partido. “É difícil porque deputado e senador do PT são duros. Já contribuímos com R$ 4 mil para o partido”, disse à colunista.

O ex-presidente se entregou à Polícia Federal no último sábado (7). Desde então, segue preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde começou a cumprir sua pena de 12 anos e um mês determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).


Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

Congresso em Foco
Tags

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar