Concluintes de curso de Direito divulgam foto com gesto obsceno e OAB-PB repudia

O presidente do órgão, Paulo Maia, disse que oficializará pedido de punição por misoginia.

Uma publicação de alunos formandos do curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande (UFGC), do Campus de Sousa, no Sertão, repercutiu nas redes sociais neste fim de semana. Na imagem, os concluintes aparecem fazendo um gesto obsceno com as mãos.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, repudiou a imagem nas redes sociais e declarou que oficializará a coordenação do curso de Direito e a diretoria do Centro da UFCG para exigir que seus alunos sejam responsabilizados por misoginia.

“Não podemos assistir pacificamente a um ato de sexualização da imagem feminina que afronta as mulheres de um modo geral e não só as advogadas com gestos obscenos relacionados à anatomia do seu sistema reprodutor, como se observa na foto postada”, disse o presidente em publicação nas redes sociais.

De acordo com Maia, atualmente, os quadros da OAB/PB são compostos por 42% de mulheres. “A luta pelo respeito e valorização das Advogadas é uma bandeira levantada desde o meu primeiro dia a frente da Ordem que representa advogados e advogadas em todo o estado da Paraíba”, acrescentou.

Retratação – Em nota, os alunos da turma da UFCG responderam com um pedido de desculpas, mencionaram ingenuidade e que o gesto é comum no meio do futebol, praticado pelos jogadores Ronaldinho Gaucho e Neymar. “Em nenhum momento, nós, alunos e futuros profissionais do Direito, tivemos a intenção de ofender ou diminuir quem quer que seja, tampouco de difundir ou incentivar qualquer conduta ilícita ou misógina”, disseram.


Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

T5
Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar