Moro se afasta em média 2 dias por mês, mas recebe salário integral

Desde o início de 2017, juiz pediu 37 dias além das férias, sendo que em 20 deles fez viagens ao exterior

Desde o início do ano passado, o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba (PR) e responsável pela Lava Jato em primeira instância, pediu 37 dias de afastamento, o que significa uma média de 2 dias por mês, fora o período de férias.

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, em 20 dos 37 dias Moro esteve em viagens ao exterior: Mônaco, Estados Unidos, Portugal, Reino Unido, Argentina e Peru. Durante os 18 dias em que esteve ausente, atuou remotamente, por meio de processos eletrônicos acessados pela internet. As condenações do ex-deputado Eduardo Cunha e do ex-ministro Antonio Palocci, por exemplo, foram determinadas pelo juiz a distância.

Já em outros 19 dias, conforme a assessoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, ao qual a vara de Moro está ligada, o magistrado precisou ser substituído por um colega, que acumulou o trabalho de ambos durante o período.

“Faz parte da estrutura da Justiça Federal ter dois magistrados em cada vara, sendo um o substituto automático do outro. Ou seja: não há um efeito cascata”, explicou a assessoria.

As viagens, ainda segundo a Folha, foram custeadas pelo próprio Moro ou por quem o convidou. Apenas um delas, em que esteve em Porto Alegre para ministrar um curso de formação inicial da carreira na magistratura, foi paga pelo TRF-4.

“Não há dispêndio de dinheiro público, nem patrocínios controvertidos, nem palestras remuneradas”, esclareceu, em nota, a Justiça Federal do Paraná.

Durante as estadias fora, o responsável pela Lava Jato participou de seminários, formaturas, além de ministrar palestras sobre o combate à corrupção. Nesse tempo, apesar de afastado do trabalho, continuou recebendo seu salário integralmente – R$ 28.948, sem contar benefícios -, conforme previsto nos artigos 108, 128 e 129 da Consolidação Normativa da Corregedoria Regional da Justiça Federal da 4ª Região.

| Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140

NOTÍCIAS AO MINUTO
Tags

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar