Avó de criança violentada sexualmente pela mãe pode perder a guarda do neto

A mãe do menino confessou ter abusado do filho para provar ao homem com quem mantinha um relacionamento a distância que o amava.

O Conselho Tutelar de Areia informou através de um comunicado oficial que dará continuidade ao processo de acompanhamento do menino de 4 anos que foi estuprado pela própria mãe. O foco do acompanhamento será direcionado à avó do garoto.

Será avaliado pelo conselho, as condições sociais e pessoais da responsável. No caso de constatação de alguma irregularidade, a responsabilidade e guarda da criança pode ser encaminhada para outra pessoa da família.

Alfredo Melo Neto, conselheiro da cidade, informou em entrevista à imprensa, que também serão realizadas visitas à casa onde a criança está alojada. O conselheiro também disse que eles não sabem onde mora o pai da criança, apesar de ter toda a documentação dele.


Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

Planos oferecidos em Cajazeiras-PB

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar
"Equipe de Plantão:"