Home Economia Brasil registra deflação pela primeira vez em 11 anos

Brasil registra deflação pela primeira vez em 11 anos

Denominado deflação, o movimento de queda de preços não ocorria no Brasil desde junho de 2006

O índice oficial de inflação do país em junho registrou queda de 0,23% nos preços, divulgou o IBGE nesta sexta-feira (7).

Denominado deflação, o movimento de queda de preços não ocorria no Brasil desde junho de 2006. O resultado veio mais robusto do que esperavam os analistas consultados pela agência Bloomberg, que esperavam queda de 0,18% no mês.

O dado mensal, que veio abaixo do verificado em maio (0,31%), é o mais baixo do IPCA desde agosto de 1998, quando teve deflação de 0,51%.

O país vive um movimento de redução acelerada da inflação em função, principalmente, da crise econômica e do desemprego que desestimulam o consumo, e também de uma melhora significativa nas safras agrícolas.

Além da questão conjuntural, contribuíram pontualmente para a deflação a queda de 0,77% no índice de habitação, que verifica os custos que incidem sobre os lares, como serviços públicos, alugueis e condomínios.

A energia elétrica, com queda de 0,20 ponto percentual no indicador de habitação, contribuiu mais fortemente para o recuo. Das regiões pesquisadas, apenas o Recife não teve queda de preço na tarifa em junho.

O movimento decorre da mudança das bandeiras tarifárias no sistema de cobrança de energia -passou da bandeira vermelha, mais cara, para a verde, mais barata. Há a expectativa de que em julho a energia possa voltar a subir em algumas áreas, devido, por exemplo, aos reajustes de tarifas das distribuidoras de energia.

Alimentação e bebidas, indicador que teve queda de 0,50%, e os transportes, com queda de 0,52%, contribuíram para o indicador.

META

No acumulado em 12 meses, o índice ficou em 3%, abaixo da meta oficial do governo, de 4,5%. Desde abril deste ano que o índice acumulado vem mais baixo da meta- algo que não ocorria desde agosto de 2010.

Os resultados recentes motivaram o governo a reduzir a meta anual de inflação para 4,25%, a ser perseguida a partir de 2019.

O resultado em 12 meses foi o mais baixo desde março de 2007, quando o indicador foi de 2,96%.

Folhapress.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Emily Pereira Sinézio
Carregar mais em Economia

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Além disso, verifique

Polícia prende suspeito, recupera veículo e apreende arma

Policiais militares da Força Tática e Radiopatrulha do 1º Batalhão prenderam em flagrante …