Jeová debate com técnicos da ANA alocação de águas do reservatório de Lagoa de Arroz e Rio Cacaré

Para o deputado, além de debater a destinação da água é preciso definir como utilizar essa água da transposição.

“Eu tenho a compreensão de que, por exemplo, o Rio Grande do Norte precisa de água e tem que chegar lá, mas como vamos levar água até Mossoró, mais de 150 km e vamos deixar sem água Lagoa do Arroz?”. Essa foi uma das indagações do deputado estadual, Jeová Campos, durante reunião com representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu, que debate nesta terça-feira (03), a alocação de águas dos sistema hídrico do açude Lagoa do Arroz e Rio Cacaré.

Na opinião do parlamentar, levar água para Mossoró é uma reivindicação legitima, mas que tem óbices naturais. “Só podemos liberar água para o perímetro de Várzea da Ema, se tiver água para o pessoal beber. Se não tiver não tem como liberar. Não vejo nenhuma tomada de água para Lagoa do Arroz, da mesma forma Capivara. Parece que tá faltando pedir uma audiência ao Ministério da Integração para tratar desta questão, pois não é sensato deixar essa região inteira sem água para levar para Mossoró, que precisa de água, mas a gente também precisa”, reiterou Jeová.

Reunião com representantes da (ANA) e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu (Foto: Assessoria).

Para Jeová, além de debater a destinação da água é preciso definir como utilizar essa água da transposição e construir um ambiente positivo para produção de natureza familiar. “Essa água vem de longe e é muito cara e nós não podemos desperdiçá-la. Precisamos definir a sua utilização o quanto antes isso é fundamental e imprescindível”, disse o deputado que integra a Frente Parlamentar da Água da ALPB.


Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

Assessoria
Planos oferecidos em Cajazeiras-PB

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar
"Equipe de Plantão:"