Home Geral Deputados se unem por CPI e MP vai reabrir o caso do ‘fio preto’ da Energisa. Assista Vídeo!

Deputados se unem por CPI e MP vai reabrir o caso do ‘fio preto’ da Energisa. Assista Vídeo!

Vários deputados estaduais cobraram, mais uma vez, nesta quarta-feira (06), na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o golpe do ‘Fio Preto’ atribuído à Energisa, na Paraíba. Para isso, o deputado Anísio Maia (PT) colheu 22 assinaturas, quase dois terços dos parlamentares da Casa, que são 36. Anísio parabenizou o procurador de Justiça Francisco Sagres, que vai divergir do arquivamento do caso do ‘fio preto’ e poderá reabrir a investigação.

Anísio, que solicitou diversas vezes explicações à concessionária, acusou a Energisa de mentirosa. “A Energisa é uma firma inescrupulosa que usa a mentira como propaganda”, afirmou.

O golpe, segundo as denúncias, lesou consumidores que tiveram seus medidores fraudados. Ainda conforme as denúncias, funcionários da Energisa plantavam ‘gatos’ de energia nas casas dos consumidores, para justificar a cobrança de multas pela concessionária.

Anísio Maia, Renato Gadelha (PSC), Janduhy Carneiro e o Cabo Sérgio Rafael foram contundentes, hoje, ao cobrar a apuração pela Casa. O deputado Jeová Campos também propôs uma audiência com a concessionária.

Já Anísio disse que a Energisa mentiu em relação às fraudes do golpe do ‘fio preto’, “caluniando os paraibanos, manchando o nome de nossa população ao afirmar de forma mentirosa que existem 8 mil paraibanos fraudando essa empresa, desviando energia”, disse, afirmando ainda que a Energisa precisa se explicar. “A pessoa para dizer isso tem que ter a lista na mão, para fazer uma acusação dessa tem que ter os processos prontos”, acrescentou.

Anísio comemorou o fato do procurador de Justiça Francisco Sagres decidir reavaliar o processo, no Ministério Público da Paraíba, que apontava para a homologação do arquivamento do processo. “Vocês sabem que o Ministério Público fechou um termo de acordo com a Energisa onde se concluía que a Energisa era inocente, mas agora o Ministério Público está repensando. E graças a esse procurador, doutor Sagres, está divergindo do arquivamento da denúncia contra a Energisa, e está propondo reabrir o caso para que seja investigado desta vez com isenção, que a primeira não foi”, disse Anísio, parabenizando o procurador Francisco Sagres.

Renato Gadelha disse que as fraudes da Energisa são extremamente graves. “O que a Energisa faz com o consumidor torna o seu cliente uma presa para a Justiça, alegando que você fraudou, quando quem está fraudando é a própria empresa, e induzindo ao consumidor a pecha de criminoso”, disse Gadelha, cobrando a CPI.

“Se foram colhidas as assinaturas, não era nem para estar sendo questionado”, apartou o Cabo Sérgio Rafael, defendendo a instalação da CPI.


Encontre as notícias que estão movimentando as redes sociais em um só lugar, de um jeito fácil e com credibilidade. Acesse: tvsertaodaparaiba.com.br

Com Click PB
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais por Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Presídio Padrão de Cajazeiras inaugura biblioteca com inovação de reduzir penas dos reclusos, a partir da leitura de livros. Confira Vídeo!

O diretor do Presídio Padrão Regional de Cajazeiras, Thales Almeida, falou nessa sexta-fei…