Exército fiscaliza venda de armas na Paraíba

Na ação, serão fiscalizadas empresas do seguimento no Estado e visa coibir desvios de armas e munições que poderiam parar no comércio ilegal.

O Exército Brasileiro realiza em todo país a Operação Alta Pressão VI, com o objetivo de intensificar a fiscalização do comércio de armas de fogo e munições em todo. A operação foi iniciada na terça-feira (19) e que vai até a quinta-feira (21) conta na Paraíba com as participações da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiro Militar e Receita Estadual.

Na ação, serão fiscalizadas empresas do seguimento no Estado e visa coibir desvios de armas e munições que poderiam parar no comércio ilegal. Na fiscalização estão sendo verificados se os planos de segurança orgânicas das lojas estão em condições de oferecer segurança para o armazenamento de armas e munições, os arquivo para saber se as empresas vendem produtos controlados para as pessoas autorizadas e na quantidade autorizada e os estoques para identificar se a empresa vende material de acordo com a permissão que possuem.

As ações impactam diretamente a segurança pública nacional, uma vez que contribuem, significativamente, para a redução da violência com armas de fogo e, consequentemente, para a melhoria da sensação de segurança.

Segundo dados do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 7ª Região Militar na última operação Alta Pressão, realizada em novembro de 2017, foram executadas 9 autuações e a apreensão de mais de 400 munições, 9 armas, 11 Kg de pólvora e 295 Kg de chumbo, dentre outros.


Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

MaisPB
Planos oferecidos em Cajazeiras-PB

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar
"Equipe de Plantão:"