Gritos de ‘Fora Temer’ interrompem repórter da Globo

Um dos episódios mais graves aconteceu em outubro de 2011. Monalisa Perrone, hoje âncora do Hora1, reportava ao vivo a respeito da saúde do ex-presidente Lula

O homem anônimo, que não apareceu diante da câmera, insistiu no protesto, obrigando o jornalista a finalizar a narração. Antes de sair do ar, Bonini fez uma expressão de descontentamento por ter a transmissão interrompida.

No estúdio, o âncora Rodrigo Bocardi não ignorou o fato: disse que aquela manifestação contra o presidente Michel Temer era consequência dos problemas enfrentados pelo cidadão comum no dia a dia no País.

Mais cedo, o apresentador havia direcionado duras críticas aos governantes enquanto acompanhava outras imagens de vagões lotados nas linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

A Globo já teve inúmeras transmissões ao vivo (o chamado ‘link’) prejudicadas por gritos, gestos obscenos, ameaças e até agressões físicas aos repórteres. As equipes da emissora se tornaram ‘alvo fácil’ para quem quer protestar contra os políticos e até o próprio canal.

Um dos episódios mais graves aconteceu em outubro de 2011. Monalisa Perrone, hoje âncora do Hora1, reportava ao vivo a respeito da saúde do ex-presidente Lula, diante do Hospital Sírio-Libanês, quando um homem a derrubou. Após se levantar, ela passou o microfone a outro repórter da Globo, que assumiu a cobertura.

A recorrência dos episódios de ameaças e agressões a suas equipes fez a Globo escalar seguranças para acompanhar as transmissões externas. Mas nem todo ‘link’ conta com esse suporte ao trabalho de repórteres, cinegrafistas e técnicos.

Esse esquema de segurança será ampliado nos próximos meses. Prevê-se o recrudescimento de atos violentos contra profissionais da emissora durante a campanha presidencial.


Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

Terra
Planos oferecidos em Cajazeiras-PB

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar
"Equipe de Plantão:"