Home Geral Jovem é morta pelo ex após mudar de cidade por conta de agressões

Jovem é morta pelo ex após mudar de cidade por conta de agressões

A atendente de telemarketing Jennifer Morais Belo, de 20 anos, foi morta pelo ex-companheiro Luciano Borges da Silva, de 37, em Juquiá, na região do Vale do Ribeira, interior de São Paulo. Vítima de ameaças constantes, segundo familiares, a jovem foi esfaqueada diversas vezes no pescoço. O suspeito foi preso na noite desta segunda-feira (25).

O crime ocorreu no domingo (24), na casa de um parente de Jennifer, que é moradora de Praia Grande, no litoral paulista. Testemunhas disseram que ela foi surpreendida pelo ex-marido quando entrava no imóvel, no bairro Vila Sanches. Ele a imobilizou pelo pescoço e começou a esfaqueá-la.

A vítima ainda tentou se esconder em um dos cômodos da residência, mas o ex-marido a perseguiu. Jennifer parou de ser esfaqueada apenas depois que um vizinho da família da jovem, um homem de 57 anos, conteve o agressor, que acabou o esfaqueando no rosto. Em seguida, Luciano fugiu.

Jennifer foi socorrida ao hospital da cidade, mas chegou morta à emergência da unidade. O vizinho foi levado para o mesmo local e permanecia internado até a manhã desta terça-feira (26), segundo informações da Polícia Civil, que investiga o caso.

“Depois de ouvirmos testemunhas e verificarmos tudo o que aconteceu, solicitamos a prisão de Luciano à Justiça. O sujeito já era violento e a vítima tinha medidas protetivas contra ele”, informou o delegado de Juquiá, Eduardo Carvalho Gregório, responsável pelo caso.

Luciano, que é operador de máquinas, e Jennifer são de Guarulhos, na Grande São Paulo, e mantinham um relacionamento há seis anos. O casal tem um filho de quatro anos. Após ser agredida quatro vezes, ela decidiu se separar e voltar a morar com a mãe, na mesma cidade, há três meses.

Constantes ameaças, porém, a forçaram a morar com parentes no litoral paulista. Familiares não sabem como o ex-companheiro soube da visita ao Vale do Ribeira. Antes de fugir, ele deixou uma camiseta cheia de sangue. Junto com a faca do crime, a roupa foi apreendida.

G1
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Emily
Carregar mais por Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Garotinho faz ‘jejum’ para fazer as pessoas refletirem, diz filha

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) do Rio informou em nota que o…