Laudo aponta que policial foi morto com tiro disparado por sargento, no Centro de Educação da PB

Um laudo divulgado nesta terça-feira (3) pela Polícia Militar da Paraíba confirmou que o sargento José Lúcio Júnior foi morto com apenas um tiro, disparado de dentro do Centro de Ensino da PM, em crime que aconteceu no último dia 15 de março, em João Pessoa.

O disparo foi feito pelo sargento Lira, também da PM. De acordo com sua defesa, o tiro que matou o companheiro de 32 anos de idade foi acidental. Especulou-se à época que o militar estava sob efeito de álcool no momento do disparo.

O sargento suspeito foi acolhido pelo Serviço Social da polícia pelo uso de bebida alcoólica. Ele foi internado, mas após o tratamento acabou sendo liberado, estando apto para o curso de aperfeiçoamento.

Segundo o coronel José Ronildo, diretor do Centro de Ensino, o laudo apontou que o tiro atingiu o tórax e passou pelo ombro do militar. “O tiro provocou quatro perfurações: dois na entrada e dois na saída. Vamos entregar o laudo ainda nesta terça para a Vara Militar, que vai julgar o caso. Um procedimento administrativo foi aberto e vai analisar se há condições da permanência do sargento Lira na corporação”, disse ele em entrevista à imprensa.

Após ser atingida, a vítima foi socorrida para o Hospital de Trauma da capital, por volta de 1h, mas já chegou à unidade sem vida.

Você também pode enviar informações à redação do portal tvsertaodaparaiba.com.br pelo Whatsapp 83 98886 4599 ou 99166-4140.

T5
Planos oferecidos em Cajazeiras-PB

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar
"Equipe de Plantão:"