Home Geral Lula é condenado a 9 anos e seis meses de prisão no caso do triplex

Lula é condenado a 9 anos e seis meses de prisão no caso do triplex

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado nesta quarta-feira (12) a nove anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá, em São Paulo.

Segundo informações do G1, a sentença foi emitida pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância.

Caso a condenação seja confirmada em segunda instância, pelo TRF (Tribunal Regional Federal), Lula poderá ser preso e pode ficar inelegível. O tribunal leva, em média, cerca de um ano e meio para analisar as sentenças de Moro.

O ex-presidente é acusado de se beneficiar de dinheiro desviado da Petrobras na compra e reforma do tríplex no Guarujá, assim como no transporte de seu acervo presidencial após a saída do Planalto. Os benefícios teriam sido pagos pela empreiteira OAS, em troca de contratos com a estatal.

O imóvel, segundo o MPF, rendeu um montante de R$ 2,76 milhões ao ex-presidente. O valor é a diferença do que a família de Lula já havia pago pelo apartamento, somado a benfeitorias realizadas nele.

Além de Lula, outras seis pessoas foram envolvidas nesta ação penal.

Veja abaixo as acusações contra cada réu:

Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS: corrupção ativa e lavagem de dinheiro

Paulo Gordilho, arquiteto e ex-executivo da OAS: lavagem de dinheiro

Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula: lavagem de dinheiro

Agenor Franklin Magalhães Medeiros, ex-executivo da OAS: corrupção ativa

Fábio Hori Yonamine, ex-presidente da OAS Investimentos: lavagem de dinheiro

Roberto Moreira Ferreira, ligado à OAS: lavagem de dinheiro

A defesa de Lula poderá recorrer à sentença.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Emily Pereira Sinézio
Carregar mais em Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Além disso, verifique

Aesa prevê terça com chuvas no Agreste, Brejo e Litoral da Paraíba

A Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) prevê céu parcialmente nublado com ocorrênc…