Home Geral Polícia prende mais um integrante de comercializar drogas na Paraíba

Polícia prende mais um integrante de comercializar drogas na Paraíba

Agentes das delegacias de Repressão a Entorpecentes de João Pessoa e de Campina Grande (DRE/JP e DRE/CG) cumpriram nesta segunda-feira (11), mandado de prisão preventiva contra Francisco Xavier da Silva. Ele foi localizado e preso no bairro do Alto do Mateus, em João Pessoa.

De acordo com investigações policiais, Xavier integra a facção criminosa que foi desarticulada durante Operação Cartel, realizada em Campina Grande, no dia 4 deste mês, quando, na ocasião, foram presas cinco pessoas e apreendidos 200 kg de droga que estava sendo transportada em um caminhão no interior do Estado da Paraíba e que seria distribuída para as cidades de Campina e João Pessoa.

Outra prisão – Por meio da 1ª Delegacia Distrital da cidade de Campina Grande, foi dado cumprimento, na manhã desta segunda-feira (11), ao mandado de prisão expedido pela Vara de Execução Penal, em desfavor de Djanilson da Silva Bezerra, 22 anos, cuja pena é de dois anos de prisão definitiva pela prática de crimes do Sistema Nacional de Armas, posse e comercialização de armas de fogo e munição.

Djanilson encontra-se recolhido na carceragem da Central de Polícia, no bairro do Catolé, à disposição da Justiça. Os procedimentos foram realizados pela delegada Rúbia Cristianni.

ClickPB

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por WEGLEYSON
Carregar mais por Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

DNA aponta que filho de menina de 11 anos estuprada em João Pessoa é do padrasto

O teste de DNA feito no filho da menina de 11 anos que teria sido estuprada e engravidado …