Home Geral Sobe para 11 o número de presos em operação contra sonegação fiscal na Paraíba

Sobe para 11 o número de presos em operação contra sonegação fiscal na Paraíba

Mais duas pessoas foram presas, nesse fim de semana, em João Pessoa e Sapé, suspeitas de fazer parte do esquema de sonegação fiscal desarticulado na semana passada pela Operação Orange, da Polícia Civil.

Em coletiva realizada nesta segunda-feira (17), a Polícia Civil informou que um dos presos já tinha sido identificado nas primeiras atividades da operação. Ele é sócio de uma das empresas investigadas e, com ele, a polícia apreendeu um documento de identidade falso e dez CNPJs de empresas, sendo que apenas duas delas já estavam sob investigação.

A outra pessoa presa é ex-esposa de um dos líderes da quadrilha. Conforme a Polícia Civil, a mulher alegou que foi coagida pelo ex-companheiro a participar dos atos ilícitos. Com ela, foram apreendidos dezenas de cheques. Os valores não foram divulgados.

Onze pessoas já foram presas pela Operação Orange e 22 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Segundo a delegada Daniela Vicuna, uma nova fase da operação deve ser deflagrada em breve para cumprir mais mandados judiciais.

Entenda o caso

Nove pessoas foram detidas na última terça-feira (11) suspeitas de movimentar R$ 30 milhões em notas fiscais fraudulentas, causando prejuízos superiores a R$ 8 milhões aos cofres públicos. Para camuflar operações ilegais e fraudar as fiscalizações tributárias, que acontecem desde 2011, os suspeitos usavam documentos falsos.

As investigações começaram há 16 meses e foram feitas pela Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (DCCOT), Promotoria de Justiça de Crimes Contra a Ordem Tributária e Secretaria de Estado da Receita.

Todos os alvos da operação devem responder por falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e crimes contra a ordem tributária.

 Portal Correio

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Emily Pereira Sinézio
Carregar mais em Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Além disso, verifique

Aliados de Temer estão confiantes que denúncia não passará

Faltando menos de uma semana para a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (…