Outros três torcedores ficaram feridos após episódios de violência no estádio de São Januário

A partida de Flamengo e Vasco no estádio de São Januário, na Zona Norte do Rio de Janeiro, acabou como uma verdadeira praça de guerra após a vitória do Fla na noite deste sábado (8). Os torcedores vascaínos tentaram invadir o gramado e entraram em confronto com policiais militares. No lado de fora do estádio também houve confusão e foram ouvidos barulhos de tiros.
PUB

De acordo com o jornal O Globo, o confronto resultou em um morto e vários feridos. Um torcedor do Vasco, de 27 anos, morreu após ser baleado no peito. A Polícia Militar informou que ele deu entrada no Hospital Souza Aguiar já em óbito. Outros três torcedores chegaram feridos à unidade e já receberam alta.

Uma testemunha afirmou que a polícia foi responsável pelos disparos. “Ele (a vítima) era um cara muito bom, já tinha um bom tempo que não vinha aos jogos e, agora, acontece isso aí. Quem estava lá na hora contou que um PM chegou atirando em todo mundo. Os amigos ainda tentaram trazê-lo para o hospital, mas ele morreu ainda no carro”, disse um integrante da torcida.

A identidade da vítima e dos feridos não foi divulgada, mas os policiais informaram que todos os quatro casos têm relação com os confrontos ocorridos após o jogo entre Vasco e Flamengo.

VASCO

O presidente do Vasco Eurico Miranda se posicionou sobre a confusão generalizada e pediu desculpas. “Pedi para falar para pedir desculpas em nome do Vasco. O que aconteceu aqui não é Vasco. Isso não é Vasco. Estou apresentando meu pedido de desculpas em nome do Vasco. Realmente o que aconteceu aqui é algo que não tem nenhuma justificativa. Mas preciso deixar uma coisa muito clara: nós, como fazemos sempre, tomamos todas as providências para que o jogo pudesse transcorrer sem nenhum incidente”, disse ele.

FLAMENGO

O Clube de Regatas do Flamengo divulgou uma nota sobre o episódio de violência que marcou o final do jogo nesse sábado (8). O comunicado diz que o Flamengo “lamenta a situação a que foram expostos nossos profissionais, colegas da imprensa e torcedores após o término da partida contra o Vasco e repudia todo e qualquer ato de violência dentro e fora dos estádios. O Flamengo entrou em campo e venceu na bola. Agora, espera que todas as providências sejam tomadas para que um episódio desastroso como o de hoje não se repita e que os marginais responsáveis sejam punidos. O futebol tem sido vítima constante da impunidade e da falta de sensibilidade de alguns dirigentes, que estimulam o ódio”.

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Emily Pereira Sinézio
Carregar mais em Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Além disso, verifique

Aesa prevê terça com chuvas no Agreste, Brejo e Litoral da Paraíba

A Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) prevê céu parcialmente nublado com ocorrênc…